MENU

Notícias

Heighlights

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Considerado o melhor jogador da partida no empate em 1x1 contra a equipe do Coritiba-PR, em confronto válido pela primeira fase da Copa do Brasil 2018, o goleiro azulino César não escondeu o aborrecimento com a equipe de arbitragem e fez duras críticas ao ábitro da partida, o goiano André Luiz de Freitas.

- Fomos imbatíveis, intransponíveis ali atrás, batalhamos e tudo mais, mas, por uma irresponsabilidade... Não digo erro porque erro é ele deixar de dar uma falta ou um pênalti. É irresponsabilidade o que ele fez. Se fosse o Parnahyba no ataque, ele não tinha deixado correr, ele teria acabado. A gente fica desolado – confessou o jogador azulino.

Foto: Renan Morais

O arqueiro azulino ainda comentou sobre a preparação do clube e a expectativa da vitória azulina:

- Foi a primeira oportunidade de jogar um campeonato nacional e contra o Coritiba. A gente se preparou muito, você não faz ideia. A gente se prepara para esse jogo desde a semana passada. Valia o ano do Parnahyba – completou o goleiro.

Com o empate, o Tubarão está eliminado da Copa do Brasil e segue a sina de nunca ter avançado á segunda fase do torneio.

Este material está liberado para reprodução. Os órgãos de imprensa devem citar o Site Oficial do Parnahyba como a fonte da informação.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Após uma arbitragem confusa e bastante criticada pelos jogadores azulinos, o árbitro André Luiz de Freitas Castro relatou na súmula da partida que, na saída do trio de arbitragem, foram arremessados vários objetos, dentre eles um par de chinelos pela torcida azulina. O juiz goiano destacou, por outro lado, que nenhum dos itens atingiu a equipe.

Foto: Reprodução

- Informo que ao final da partida quando a equipe de arbitragem se direcionava ao vestiário, foram lançados objetos como: 3 latas de cerveja, 1 garrafa de agua mineral e 2 chinelos em direção a equipe de arbitragem, por torcedores que se encontravam no espaço destinados a torcida do Parnayba, informo ainda que os objetos não atingiram ninguém da arbitragem – relatou o árbitro.

Caso seja denunciado, o Parnahyba pode ser enquadrado no Artigo 213 do CBJD, que cita a desordem na praça esportiva, invasão de campo ou arremessos de objetos. A pena é de R$ 100 a R$ 100 mil e, no caso de agravamento ou prejuízo ao andamento do jogo, perda do mando de campo.

Este material está liberado para reprodução. Os órgãos de imprensa devem citar o Site Oficial do Parnahyba como a fonte da informação.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O empate em 1x1 contra a equipe do Coritiba-PR deixou muita gente furiosa, em especial o presidente do clube azulino Batista Filho. Vencendo a partida até os 51 minutos do segundo tempo, o Tubarão levou o gol de empate que classificou a equipe alviverde em uma jogada polêmica que foi noticia no Brasil todo em poucos minutos. Após a jogada cheia de polêmicas, William Matheus empatou e garantiu a classificação á segunda fase da Copa do Brasil. Fabinho marcou para o Parnahyba.

Batista Filho, muito furioso, não poupou palavras para descrever a atuação do arbitro goiano André Luiz de Freitas na partida:

- Mão pequena, não. Foram as duas mãos que tiraram a classificação do Parnahyba. Estragaram o ano inteiro do clube. Quem paga o prejuízo? Ninguém. Ele (juiz) vai sair tranquilo, escoltado pela polícia, vai para casa, e o Parnahyba comprometido por um irresponsável que veio nos roubar dentro da nossa casa – declarou o dirigente na beira do gramado do estádio Albertão.

Foto: Wilson Filho

- Pelos acréscimos dele, já tinha acabado. Infelizmente a gente vê esse tipo de coisa em pleno século XXI. A expulsão do Gasolina, para mim, foi totalmente injusta. Se fosse do outro lado, ele nem teria dado. Ele deu sete minutos, mas o gol foi aos nove. Estava com 8min45s de acréscimos. Dentro do nosso estado, os caras vêm achando que são grandes, o árbitro vem achando que não temos representatividade – completou Batista Filho.

Com o empate, o Tubarão acabou eliminado mais uma vez do torneio na primeira fase.

Este material está liberado para reprodução. Os órgãos de imprensa devem citar o Site Oficial do Parnahyba como a fonte da informação.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O nível de frustração após o empate em 1x1 com a equipe do Coritiba-PR, válido pela primeira fase da Copa do Brasil de 2018, parece ser geral. Fabinho, autor do gol azulino no início do segundo tempo, não escondeu a tristeza pela eliminação e ainda fez duras críticas ao árbitro da partida, o goiano André Luiz de Freitas.

- Todo mundo viu o que o árbitro fez com a gente. Deu 7 minutos de acréscimos e ainda mais dois minutos. Ele correu para o meio para apitar e não acabou. Tomamos o gol por desatenção. Vai ser um pouco difícil esquecer o jogo de hoje – declarou o atacante após a partida.

Foto: Renan Morais

Fabinho balançou a rede alviverde após boa jogada do meia Idelvando, mas viu o Coxa marcar aos 53 minutos do segundo tempo com William Matheus. 

- Agora é levantar a cabeça. O Parnahyba está de parabéns pelo jogo de hoje. É focar no Piauiense. A gente vem de derrota para o Piauí e vamos enfrentar o River-PI. Temos duas semanas para fazermos os treinos e buscar esse título piauiense – completou Fabinho.

Com o empate, o Tubarão está eliminado da Copa do Brasil e segue a sina de nunca ter avançado á segunda fase do torneio.

Este material está liberado para reprodução. Os órgãos de imprensa devem citar o Site Oficial do Parnahyba como a fonte da informação.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Um dos mais falantes a beira do campo, o técnico Sérgio China também se mostrou bastante insatisfeito com a arbitragem do goiano André Luiz de Freitas, mas pontuou a qualidade e espírito de sua equipe para manter o resultado mesmo com 1 jogador a menos durante boa parte do segundo tempo.

- O relaxamento é normal, uma equipe acha que terminou, a outra está concentrada buscando o gol. Nossa equipe soube sofrer bem e no final toma o gol, onde a gente sai penalizado. Eu queria ver se fosse o contrário, se ele dava o escanteio, se ele esperava a gente bater o escanteio, pois quem gastou o tempo aqui foi o time do Coritiba. Era pra ele ter acabado o jogo, pois tinha passado dos 52 minutos. Passou disso. Ele queria acabar o jogo quando a bola estivesse no meio. Agora paciência. É uma situação para lamentarmos - afirmou Sérgio China, treinador do Parnahyba.

Foto: Arthur Ribeiro

- Nossos atletas foram guerreiros. É muito difícil lutar contra, com um orçamento abaixo comparado com o Coritiba, com uma estrutura diferente, desde a mudança da partida de Parnaíba para Teresina, criou-se uma situação de favorecimento, não deixa de ser, pois nós não jogamos no nosso campo, a arbitragem foi infeliz na expulsão do Gasolina e na sequência da partida só pudemos nos defender, infelizmente – completou.

Com o empate, o Tubarão está eliminado da Copa do Brasil e segue a sina de nunca ter avançado á segunda fase do torneio.

Este material está liberado para reprodução. Os órgãos de imprensa devem citar o Site Oficial do Parnahyba como a fonte da informação.

Popular Post

Parnahyba Sport Clube © 2018. Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: TDA Informática

Parnahyba Sport Club, Futebol Piauiense